Hospital em avião está sendo utilizado para transportar pacientes

Compartilhe

A França projetou um hospital aéreo funcional para tratar pacientes em situação grave de contágio por coronavírus. Designado para transportar militares de zonas de guerra para o país, o Morphée, acrônimo de “module de réanimation pour patient à haute élongation d’évacuation” (“módulo de tratamento intensivo para pacientes que precisam de evacuação em longas distâncias”, em tradução livre), já chegou a transportar 24 pessoas pelo território.

Oferecendo os mesmos cuidados médicos que qualquer hospital é capaz de fornecer, o avião, operacional desde 2007, passou a ser utilizado para voos domésticos e civis em março de 2018, todos transportando pacientes em estágios avançados de contaminação viral da cidade de Mulhouse para outros locais mais distantes.

Bastante prático e funcional, o hospital é totalmente conceituado em versatilidade para fornecer segurança a passageiros e tripulantes, especialmente nos casos de coronavírus. Podendo ser removido e instalado em poucas horas, sua estrutura abriga, no máximo, seis pacientes por viagem, caso sejam intubados e ventilados; e doze, caso só haja a necessidade de intubação.

(Fonte: Alain Courtillat/Força Aérea)(Fonte: Alain Courtillat/Força Aérea)

O avião possuiu equipamentos adequados de análise de frequência cardíaca, respiração, pressão sanguínea e outros testes através de dispositivos Propaq 100 de última geração, que permite, também, a medição da temperatura e do nível de concentração de dióxido de carbono corporal.

O Morphée também possui um sistema de ventilação elétrico trabalhado sob turbinas que compensa a perda de oxigênio causada pela diminuição da pressão atmosférica nas elevadas alturas do módulo, pressurizando o ar dentro das cabines. Além disso, o hospital aéreo é preparado para caso haja falhas elétricas, possuindo um ventilador pneumático em estado de espera, o Medumat Standard.

Diversas cabines estão distribuídas pelo meio de transporte, algumas contendo itens médicos como seringas e tubos, outras contendo refrigeradores com bolsas de sangue, caso seja necessária a realização de transfusões. Desfibriladores, eletrocardiograma e um sistema de ultrassom também estão presentes no Morphée.

(Fonte: Sebastien Bozon/Reprodução)(Fonte: Sebastien Bozon/Reprodução)

Utilizado apenas quando necessário, o avião é certificado por ser um meio de “evacuação aero-hospitalar estratégica”, fornecendo todos os mecanismos adequados para tratar os pacientes emergenciais e em situações climáticas adversas, a fim de fornecer transportes rápidos entre locais que, por outros meios, seriam considerados bastante distantes.

Todos os equipamentos são fornecidos pela Air Ambulance Technology, da Áustria.