Projetos da NASA foram suspensos por causa do coronavírus

Compartilhe

Na sexta-feira passada (20), a NASA divulgou um comunicado com o resultado de um exame que foi realizado em toda a agência para avaliar como seus funcionários, instalações e missões estão se saindo com a pandemia de coronavírus. Com o objetivo de evitar a propagação da covid-19 entre seus funcionários, muitos profissionais da agência passaram a trabalhar em casa de forma obrigatória, suas viagens a trabalho foram proibidas e apenas uma única equipe foi mantida na NASA para “proteger a vida e a infraestrutura críticas”.

Fonte: NASA/ReproduçãoFonte: NASA/Reprodução

Já na segunda-feira (23), quase todas as instalações da NASA passaram para o estágio três do Quadro de Resposta da agência, que é constituído de quatro estágios. O Centro de Pesquisa Ames da NASA, no Vale do Silício, o Michoud Assembly Facility, na Louisiana, e o Stennis Space Center, no Mississippi, foram elevados para o estágio quatro ainda na semana passada. Até o presente momento, dois funcionários da NASA, um em Ames e outro em Marshall, testaram positivo para a covid-19. As sedes de Stennis e Michoud foram fechadas devido a preocupações com a propagação do vírus na comunidade que fica ao redor.

O administrador da NASA Jim Bridenstine disse: “Vamos cuidar do nosso pessoal. Essa é nossa primeira prioridade. A tecnologia nos permite fazer muito do que precisamos remotamente, mas onde o trabalho prático é necessário é difícil ou impossível cumprir as diretrizes do CDC ao processar o hardware do voo espacial, e onde não podemos fazer isso com segurança teremos que suspender o trabalho e focar nas atividades de missão crítica”.

Missões da NASA suspensas

Várias missões da agência foram suspensas devido ao home office obrigatório e com o desligamento das sedes de Michoud e de Stennis haverá atraso na fabricação das cápsulas dos foguetes SLS e Orion, projetados para permitir que astronautas iniciem uma jornada para explorar destinos distantes do Sistema Solar. Os testes e a integração dos dois veículos, que fazem parte da missão Artemis, foram interrompidos no momento.

Fonte: NASA/ReproduçãoFonte: NASA/Reprodução

“Essa situação, sem dúvida, causará algumas ineficiências, mas continuamos a apoiar qualquer pesquisa que possa ser feita remotamente”, disse o administrador associado Thomas Zurbuchen em nota à comunidade de pesquisadores da NASA na segunda-feira (23). Ele observou que sua equipe está trabalhando diretamente com cada missão para entender melhor seus desafios e necessidades.